domingo, 9 de junho de 2013

Lave bem as mãos

Nossas mãos costumam ser um meio de transporte para vírus, fungos e bactérias embarcarem corpo adentro. Quando eles garantem seu espaço. Nós, os hospedeiros, é que padecemos da turbulência. Seja uma infecção respiratória, seja uma diarreia.
Para barrar os penetras, não se contente com uma lavagem rápida, principalmente depois que mexer com dinheiro ou sair do banheiro.
É preciso esfregar as mãos, com água e sabão para remover os micro-organismos.
Podemos complementar a limpeza utilizando álcool gel a 70%, o álcool é muito eficaz.

Higienize as mãos depois de:
- Mexer em dinheiro: preze uma boa lavagem depois de manusear as cédulas, sobretudo as de menor valor.
- Andar de ônibus, trem e metrô: o grau de contaminação de barras e assento é muito grande.
- Usar escadas rolantes: aquele corrimão é tão ou mais contaminado que a barra do trem público.
- Usar o teclado do computador: ele é um celeiro de micróbios por não ser limpo com frequência.
- Ficar na areia da praia: procure banhar bem as mãos e o corpo inteiro, após um dia à beira do mar.
- Usar o telefone público: os telefones públicos estão entre os campeões de contaminação.
- Ir ao banheiro: nem é preciso entrar em detalhes.

PROTEJA SUA COMIDA E SUA ÁGUA
O que os olhos não veem o coração não sente. O ditado é consagrado, quando falamos em micróbios ávidos pelo corpo humano, nem sempre tem validade.
Frutas e hortaliças aparentemente frescas também abrigam bactérias capazes de sacudir o sistema gastrointestinal. Não se deixe enganar. Elas devem ser colocadas nas geladeiras por duas horas.
No caso de verduras ou frutas consumidas com casca, é preciso deixá-la de molho durante cinco minutos numa solução feita de 1 colher de sopa de água sanitária diluída em um litro de água. Em seguida lave-as bem na torneira.
Fora de casa, evite pedir bebidas com uma rodela de laranja ou limão. Com casca e tudo elas carregam uma bela pitada de micróbios.

Quanto às carnes, nunca as deixe descongelando em temperatura ambiente. Faça isso dentro da geladeira ou no micro-ondas. E na hora de cortá-las opte por tábuas de vidro ou plástico, madeira jamais.
Não basta se contentar com uma água potável de ótima fonte e bem envasada. Se o suporte, o filtro ou a moringa por onde ela passa antes de cair no copo não são higienizados no dia a dia, uma porção de germes passará a nadar em meio ao líquido. E quando você tomar uns goles... já sabe o resto da história. Vale lavar os recipientes, por dentro e por fora, no mínimo uma vez por semana usando uma solução a base de água sanitária.
Além disso, as velas dos filtros precisam ser trocadas de tempos em tempos.

Quando for a restaurantes e lanchonetes, principalmente com pouca infraestrutura, fuja dos sucos com pedrinhas de gelo, a origem delas, nem sempre é confiável. Muitos micróbios resistem a baixas temperaturas.

Fonte: Saúde é vital

Siga nossa página no facebook: http://www.facebook.com/baguncaorganizadalondrina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...