domingo, 1 de fevereiro de 2015

Algumas dicas de como organizar as contas mensais

Dicas de como organizar as contas mensais

Organizar as contas mensais parece algo fácil ou difícil demais para algumas pessoas ou famílias. Mas a realidade é que, fazer o orçamento é muito mais do que somente fazer contas, requer dedicação.
Orçamento familiar não é apenas "Anotar as despesas realizadas". O orçamento envolve; planejar, eleger prioridades e controlar. O orçamento irá ajudar a família a entender seus hábitos de consumo.
  • Saber que a elaboração do orçamento familiar não é uma tarefa fácil, porém, é necessário para quem tem planos para o seu futuro e o de sua família. Estabelecer objetivos comuns e conversar francamente sobre as finanças com a família são caminhos para que, cada um esteja comprometido e faça sua parte. É a forma de garantir a estabilidade das finanças no presente, visando prevenir o futuro.
    Sugerimos 3 passos iniciais importantes para que o controle do orçamento pessoal e familiar possa ser uma prática eficaz e constante.
  • 1. Identificar os gastos

    Saber como está à situação da renda da família, é um dos passos mais importantes, pois se não se sabe quanto entra e nem quanto sai, não é possível planejar e controlar.
    Sugestão para identificar- prepare uma planilha ( no excel )
    E com ela estabeleça a renda total que a familia recebe ao longo de um período, um mês por exemplo. Na planilha deve constar todos os recebimentos, salários, aluguéis, pensões, rendimentos extras, etc.
    Nesta mesma planilha você deve colocar todos os gastos, sejam pequenos ou não, ao longo do período escolhido. Você ficará surpreso ao descobrir quanto dinheiro se gasta com coisas pequenas, achando que alguns centavos aqui outros ali não vão interferir em seu orçamento.
    Lembre-se de que, se você "mentir" para sua planilha ao final ela mentirá para você também.

  • 2. Aplicar

    Hábitos que favoreçam a economia e controle das despesas e renda da família. A seguir apresentamos algumas sugestões de hábitos a serem aplicados na vida pessoal e familiar para se ter controle do orçamento;
    Controle suas dívidas:
    Atualmente, a facilidade de se obter crédito tem ajudado muitas pessoas a realizar seus sonhos, como o da casa própria e o da compra do carro. Por outro lado, a falta de controle no uso do crédito também pode atrapalhar a vida das pessoas.
    O crédito pode ser um grande aliado do seu bolso, desde que você controle bem todos os seus gastos e não assuma dívidas que não caibam no seu orçamento.
    É preciso estar atento: mesmo que as parcelas sejam pequenininhas, você não pode esquecer que elas se acumulam com as parcelas de outras compras e isso pode comprometer seu planejamento.
    Antes de assumir uma dívida veja:
    quanto ela irá comprometer o seu orçamento mensal;
    se existem outras necessidades mais urgentes do que essa;
    se a taxa de juros é adequada em relação ao mercado;
    se a dívida não irá comprometer sua capacidade de manter uma reserva de dinheiro para imprevistos.
    Se as despesas estão maiores que sua renda, é preciso repensar os gastos e ajustá-los ao seu bolso e ao seu orçamento.
  • 3. Economizar

    Para alguns, alegria e motivação, para outros, o peso do sacrifício. Por que economizar dinheiro pode levar as pessoas a tantas sensações diferentes? Tudo tem a ver com os seus objetivos. Traçar metas claras para usar o dinheiro guardado pode ajudar muito.
  • 5 dicas para poupar dinheiro sem sofrer

  • 1. Trace um objetivo e um prazo para economizar. A partir daí, faça as contas para descobrir quanto dinheiro precisa guardar por mês.

  • 2. Encontre uma forma de economizar. Dica: o dinheiro extra pode sair daquelas despesas que não são essenciais. Verifique se é o seu caso.

  • 3. Se não for, veja se é possível conseguir alguma renda extra, principalmente nesse período que você traçou.

  • 4. Antes de eliminar de vez um gasto, veja se não pode simplificá-lo. Exemplo: em vez de deixar de ir à manicure de vez, reduza as visitas no mês; procure os produtos de marcas mais em conta. Experimente!

  • 5. Não consegue guardar por conta própria? Veja com o seu gerente do banco se pode fazer algum tipo de investimento, informe-se direitinho sobre rendimentos e fique bem de olho nos prazos.

  • 3 Dicas para não se enrolar na hora de comprar

  • 1.

    Evite comprar por impulso, mesmo nas promoções.
    Quando cai o preço do produto que você precisa, é uma boa hora para a aquisição, mas tome cuidado para comprar somente o que precisa. Pense bem, o dinheiro que você economiza comprando só o que realmente necessita pode ser investido em alguma forma de poupança ou até em outras promoções quando realmente valer a pena.
    O importante é poder consumir agora e sempre. Antes de comprar pergunte-se; Eu quero, ou, eu preciso? A partir da resposta você saberá se está agindo por impulso ou por necessidade.
  • 2.

    Preço baixo e validade em dia.
    É sempre vantajoso aproveitar os preços baixos em alimentos. Esteja atento ao prazo de validade e se você vai conseguir consumir o produto até seu vencimento. Outra dica é comprar apenas os alimentos que você tem certeza de que sua família irá consumir e na quantidade que precisa. Além de não ser saudável ficar com o alimento "parado" por muito tempo, você tem mais dinheiro na mão para o dia a dia.
  • 3.

    Datas comemorativas.
    Antecipe suas compras e aproveite as oportunidades para o Dia das Mães, dos Pais, Páscoa, Dia dos Namorados, das Crianças e Natal. Se você já sabe que vai gastar mais, então, quando aparecer uma oportunidade muito boa, como um presente, antecipe sua compra. Você ganha duas vezes porque também evita os preços mais altos de última hora.

Fonte: www.meubolsoemdia.com.br

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/baguncaorganizadalondrina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...